sábado, 9 de outubro de 2010

Saias Renner!!!!

Oi meninas...nesse fds em minhas andanças básicas, resolvi registrar as sainhas fofas da atual coleção Renner. São muitos modelos, coloquei aqui algumas como sugestão pra quem usa,  ama  saias e gosta de diversificar. Os preços dessas sainhas estão entre R$59,90 e R$69,90, são de tecidos, malhas, jeans, etc...a bateria da minha kerida câmera acabou no meio da sessão rss, por isso algumas fotos ficaram escuras pois foram tiradas com o celular...então, fica aí a dica pra vcs, bjusss!!!
Jeans

Malha com elástico na cintura

Tecido com elástico na cintura

Tecido e o mesmo detalhe em elástico na cintura

Jeans e o mesmo elástico na cintura

Tecido

Tecido

É fofa essa saia, cheia de gomos, tecido acho que chifon.

Uma manha bem grossa com tipo um stretch

Tecido mais ou menos como um brim

3 comentários:

  1. oi,oi!..

    flor.. gostei muiito do seu blog!..
    ja to te seguiindo...

    da uma passadinha la no meu e me segue tbm ;D

    muiito boa suas postagens..

    gostei mesmo! *-*

    bj bj bj

    ResponderExcluir
  2. a gostei das saias.To seguindo o teu blog bem legal.convido a visitar o meu tbm www.modadasgurias.blogspot.com
    bjs..
    by:Raquel Bittencourt

    ResponderExcluir
  3. Olha, hoje eu só vim mesmo avisar que como o meu blog http://lenjob.blogspot.com está completando CINCO ANOS eu postei lá DEZ POEMAS novinhos de presente e aguardo sua visita e se quiser coonhecer apresento também o novo portal de artes brasileiro, o http://lenjob.blogspot.com que precisa de todo mundo e ajuda todo mundo também. Prometo voltar aqui para degustar do seu.

    João Lenjob.

    Terremoto
    João Lenjob

    Porque na natureza de seus olhos
    Tem o infinito que nenhuma outra tem
    E tem amor como ninguém
    O sonho que maior, que tudo pode ser
    A alegria de corresponder ao meu olhar
    E apreciar o feitiço que provoca
    Invoca, convoca.....
    Que clama no sorriso que acompanha
    Que irradia a atenção
    Trepida o coração como terremoto
    Sem noção de calma ou existência
    De causa ou consequência
    Que faz dançar o sangue como bailarino
    E não cansar a retina paralisada
    Solitária no tremer sem fim de todo corpo
    Num intenso brilho seu e todo constante
    E na eternidade de seu olhar.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails