quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Palavra do Nutricionista!! Assunto do dia IMC

Mocinhas como vão?

Dando continuidade a nossos assuntos sobre nutrição, diante de tudo o que já comentamos até aqui, sabemos que são usados métodos para analisarmos o paciente e chegarmos a uma conclusão do estado nutricional do mesmo basicamente dividido em três. Baixo peso, eutrófico (normal) e sobrepeso. Lembrando que dentre esses existem outras classificações mais que não são necessárias serem comentadas aqui. Para fácil entendimento vamos usar esses três.
E dentre os métodos utilizados que são muitos o mais comum, que é mais interessante citar aqui no momento pra uma discussão é o famoso IMC.
Quem não já ouviu falar nesse termo, IMC?  Ainda existem duvidas sobre esse método e hoje falaremos um pouco dele para se situarem e não ficarem tão perdidos quando ouvirem sobre o mesmo e forem consultados por um profissional.

O termo IMC é a sigla utilizada para falarmos de Índice de Massa Corporal (BMI em inglês). O mesmo é o cálculo que leva em consideração o peso corporal e a altura da pessoa. O resultado ajuda a saber se a pessoa tem um peso baixo, normal ou se pelo contrário tem peso a mais.
O IMC é calculado dividindo o peso (em kg) pela altura ao quadrado (em metros).
Exemplo:
- O Rafael pesa 68 kg e mede 1,78 m
- então se divide o peso em kgs, pela altura ao quadrado;
- 68 : (1.78x1.78) =
- 68 : 3.1684 = 21.5
O IMC do Rafael é de 21.5
De acordo com vários pesquisadores se chegou a uma tabela que utilizamos para usar como referência para classificarmos a atual situação do individuo.
Peso baixo = inferior a 18.5
Peso normal = entre 18.5 e 24.9
Peso a mais = entre 25 e 29.9
Obesidade = 30 ou mais
OBS: Não usamos somente esse método nem nos baseamos somente nele, na maioria das vezes é utilizado mais emergencial e para um primeiro diagnostico rápido.
Os especialistas relacionam a obesidade com um risco mais elevado de sofrer várias doenças entre elas doenças do coração. É importante notar que não se toma em consideração a massa muscular quando se calcula o Índice de Massa Corporal. Exemplo, no caso de um atleta pode obter um resultado identificando peso a mais, porém nesse caso esse peso a mais é de massa magra e muscular que esse atleta possui. Por esses e outros casos não podemos apenas nos basear pelo IMC.
O Índice de Massa Corporal é reconhecido como padrão internacional para avaliar o grau de obesidade, mas não se aplica a atletas, crianças e mulheres grávidas ou a amamentar e é um aliado de outros métodos para diagnosticar o estado nutricional de um individuo.

Ricardo de Oliveira Freire - Nutricionista
Contatos: tel: 55 (27) 8137:1012
E-mail: ricardo-of@hotmail.com

2 comentários:

  1. Ótima matéria Ricardo, parabéns.
    Passei perto, 18.9 urfa!
    rs
    Beeijos!

    ResponderExcluir
  2. Olá Eliza, desculpe a demora, correria do dia a dia, mas vi seu comentário, fico muito feliz que esteja acompanhando e gostando. Percebi que aprendeu direitinho o calculo, que bom que está na média, mas não esqueça que isso não significa os 100%. A alimentação deve ser sempre balanceada não só para manter peso e sim as necessidades de vitaminas e minerais ideais para o corpo e sempre a prática de exercícios é bem vinda. Abraços.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails